Encare sua psoríase de uma maneira mais leve

Como evitar alguns desencadeadores conhecidos

Enquanto ainda não existe uma cura definitiva para a psoríase, além dos inúmeros tratamentos que estão disponíveis, algumas escolhas de estilo de vida simples podem também ajudar a minimizar o impacto da sua condição.

Manter um peso saudável

A maioria dos estudos científicos não mostra uma relação definitiva entre a dieta e a psoríase ou artrite psoriásica. Se você tem psoríase, os médicos geralmente recomendam uma dieta equilibrada, que minimiza o risco de doenças cardíacas, diabetes e outros problemas de saúde associados.
As pessoas obesas são mais propensas a sofrer de psoríase flexural - psoríase nas dobras da pele - o que pode ser especialmente doloroso e desconfortável.1

Com o tratamento correto e consciência sobre os desencadeadores que tornam a condição pior, é possível manter os sintomas sob controle e viver uma vida normal e confortável.

Beba com moderação

O consumo abusivo de álcool pode funcionar como um desencadeador da psoríase. Com isto em mente, controlar seu consumo de álcool pode ter um impacto sobre a sua psoríase.1 Além disso, é importante não beber demais como uma forma de lidar com sentimentos desconfortáveis que possa ter em relação a sua condição.

Tente evitar o tabagismo

O consumo abusivo de álcool pode funcionar como um desencadeador da psoríase. Com isto em mente, controlar seu consumo de álcool pode ter um impacto sobre a sua psoríase.1 Além disso, é importante não beber demais como uma forma de lidar com sentimentos desconfortáveis que possa ter em relação a sua condição.

A psoríase é uma condição permanente, mas, com o tratamento certo, ajuda e conscientização dos desencadeadores que pioram a condição, é possível trazer sintomas sob controle e viver uma vida normal e mais confortável.
[Referências]
  1. Wolk K, Mallbris L, Larsson P, Rosenblad A,Vingård E,Ståhle M. Excessive Body Weight and Smoking Associates with a High Risk of Onset of Plaque Psoriasis. Acta Derm Venereol 2009; 89: 492–497.
  2. http://skincarephysicians.com/psoriasisnet/triggers.html, página 2

Quer saber mais?